Equipamentos sonoros com 60 watts de potência ficam proibidos no Kilamba

0
1340

A Administração do Distrito Urbano do Kilamba passa a proibir o uso de equipamentos de sonoros em bares e restaurantes, cuja capacidade seja superior a 60 watts de potência na centralidade do Kilamba e no projecto habitacional do KK5000. 

A proibição surge numa altura em que a administração regista um elevado número de denúncias atinentes a poluição sonora por parte dos moradores da comunidade, após o desagravamento das medidas de prevenção e combate contra a covid-19 no país.


Para uma maior fiscalização, segundo um documento a que o KilambaNews teve acesso em exclusivo, a administração do Kilamba criou uma Comissão Multissectorial para reduzir o impacto do barulho nas comunidades e acabar com as actividades culturais e recreativas, em particular, as ilegais, de modo a garantir um “ambiente sadio e não poluído”.


” A realização de espetáculos, bailes e outras actividades culturais e recreativas, com ou sem carácter comercial, nos feriados e aos fins de semana, dorante carecerá da autorização da administração, assim como da Polícia Nacional e dos Serviços de Protecção e Bombeiros”, lê-se no documento.
Por último, a administração salienta ainda que a poluição sonora suscita cuidados, pois, traz “consigo sérios problemas ou riscos directamente relacionados com a saúde das pessoas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui