ELISAL vitíma de roubos de contentores

0
543

Cerca de quatro milhões de kwanzas é o prejuízo registado, na última semana, pela Empresa de Limpeza e Saneamento de Luanda (ELISAL), com o roubo e vandalização de contentores nos municípios de Luanda e Cazenga.

Segundo um comunicado de imprensa da ELISAL enviado hoje ao Jornal de Angola, dos actos de vandalização destaque para o distrito urbano da Maianga, no município de Luanda, onde foram roubados seis contentores, ao passo que na Deolinda Rodrigues, no Cazenga registou-se o maior número de contentores vandalizados, com a queima de uma bateria de três contentores.

“Outros contentores foram roubados no distrito urbano da Ingombota”, diz o comunicado.

De acordo com a ELISAL, tem sido uma prática recorrente a vandalização dos meios e agora o roubo de contentores, sublinhado que tais actos têm criado transtornos ao trabalho da empresa, para quem prejudica, também, os próprios munícipes da zona onde os contentores são vandalizados ou roubados, que ficam sem onde depositar os resíduos sólidos.

“Quando isso acontece acabam por depositar no chão e, muito antes da ELISAL chegar para recolher ou colocar outro contentor, os resíduos espalham-se pelas casas, por intermédio dos cães, crianças ou mesmo o vento e torna-se num autentico vector de doenças”, salienta o comunicado.

Em relação à queima de contentores, afirma a ELISAL, muitas vezes acontece por negligência, as pessoas que utilizam carvão nas suas casas e não só atiram para o contentor sem terem o cuidado de verificar se está completamente apagado e acaba por queimar os contentores.

A Empresa de Limpeza e Saneamento de Luanda apela à população a não enveredar por estas práticas e que ajude a identificar os infractores. A população deve, igualmente, denunciar os vizinhos ou qualquer outra pessoa que não tenha o uniforme da ELISAL e esteja a movimentar um contentor de um lado para o outro, devendo recorrer a unidade policial mais próxima.

A ELISAL reitera o compromisso em trabalhar para manter a cidade limpa, particularmente na nossa jurisdição, mas entende ser necessária a colaboração dos munícipes para que juntos possam ter a província de Luanda limpa.

“Vamos continuar a trabalhar em parceria com as administrações para sensibilizar os munícipes sobre os cuidados com os resíduos, forma de conservação, horários de depósito e a não vandalizarem um bem que é de utilidade pública”, refere a ELISAL.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui