CASA-CE acusa CNE de ignorar partidos da oposição

0
499

A Convergência Ampla de Salvação de Angola — Coligação Eleitoral (CASA-CE) acusou a Comissão Nacional Eleitoral (CNE) de não facilitar o diálogo com os partidos da oposição, pedindo que “mude de postura” por ser um órgão com um papel importante no processo fracturante para a estabilidade nacional.


A acusação surgiu durante uma conferência de imprensa realizada pelo Presidente da coligação, Manuel Fernandes.
Segundo o político, a CNE fechou-se em “copa” e não permite com que a oposição e outros actores do processo nomeadamente a sociedade civil e organizações internacionais sejam esclarecidos sobre as condições do processo eleitoral deste ano.


“Isso não é positivo”, lamentou Manuel Fernandes, sublinhando que “como sinal de transparência é importante que se crie condições de abordagem das matérias de esclarecimento de todo o processo.  O silêncio da CNE vai fazer com que se levantem  suspeições em relação ao processo eleitoral e isso cria elementos negativos à própria estabilidade nacional”, disse.


Por outro lado, salientou ainda que “não será desta vez que vamos ter uma comissão desejada, infelizmente, parece-nos que vamos para as eleições com uma CNE que reflete a composição do pleito de 2012.
“O que é democrático seria evoluirmos para um equilíbrio dessa mesma comissão no sentido de se propiciar maior confiança”, atirou, Manuel Fernandes.


O colégio presidencial da CASA-CE apresentou recentemente a  direcção geral da campanha eleitoral para o pleito de Agosto próximo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui