Transportes públicos terão bilhetes eletrónicos

0
79

O diretor-geral do Instituto Nacional dos Transportes Rodoviários (INTR) Jorge Bengui, fez saber ontem em Luanda, que está a ser ensaiado um sistema eletrónico de bilhética nos transportes públicos de Luanda para obter “dados exatos” de passageiros e das “receitas arrecadadas diariamente.

 

Segundo o responsável do INTR, Jorge Bengui, os testes do sistema eletrónico de bilhética começaram a 04 deste mês e prolongar-se-á até 04 de maio com dispositivos electrónicos instalados em oito autocarros que já circulam em três linhas de Luanda.

“Estão instalados nos autocarros equipamentos tecnológicos de validação dos títulos de passagem, ou seja, são emitidos passes de transportes públicos para testar a solução tecnológica que, brevemente, será implementada nos transportes rodoviários em Angola”, disse.

Os ensaios, que se enquadram no Programa de Modernização dos Transportes Públicos angolanos, surgem para aferir o “grau de controlo de passageiros, de arrecadação de receitas” e “todos os indicadores que o sistema pode transmitir aos seus operadores”.

“Precisamos de saber qual é a compatibilidade dessa solução com a nossa realidade, para que seja, de facto, configurado com o nosso dia-a-dia. Ainda não sabemos, exatamente, quantos passageiros são transportados nas nossas cidades, ou seja, o cálculo de número de passageiros transportados hoje nos meios rodoviários são feitos por estimativas”, sublinhou.

“E isto não é recomendável e não é bom para qualquer sistema de transporte”, apontou.

No Kilamba Empresa de Transportes Colectivos Urbanos de Luanda (TCUL) anunciou em Maio de 2018, o início do serviço expresso, que visa transportar os moradores do Kilamba até ao centro da cidade.
Numa primeira fase, o serviço vai funcionar apenas nos quarteirões G, U e no KK5000. Sendo que o custo de transporte para um mês são 26.400kzs e 14.000 para 15 dias de serviço.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here