Subida do combustível vai afectar moradores do Kilamba e Sequele

0
419

Moradores das centralidades do Sequela e Kilamba mostram-se descontentes, com a subida do preço do combustível.

Após o anúncio hoje em conferência de imprensa, da retirada gradual de subsídios à gasolina, que vai passar 160 kwanzas para 300 kwanzas, os moradores da centralidade do Sequele e Kilamba, mostraram-se descontentes com a decisão.

A equipa de reportagem do KilambaNews, saiu às ruas para ouvir a opinião de quem reside nas centralidades acima citadas, afim de perceber como estes receberam informação.

O senhor Emanuel Luvumbu, morador da Centralidade do Sequele, afirma que o executivo deve repensar nesta nova proposta, segundo o mesmo, “subir o preço do combustível não ajudará, sendo que antes gastava quinze mil, de casa para o serviço, agora com a subida do combustível à trezendos kwanzas passarei a gastar quase trinta mil por semana, um valor muito alto, e o salário não compensa.

Já a senhora Loude Antônio, residente na centralidade do Kilamba frisou que são inúmeros, os problemas sociais e de infraestruturas que dificultam a vida dos cidadãos. A mesma destacou ainda que tal subida trará bastante constrangimento a nível financeira, pois reside na centralidade do Kilamba e trabalha na cidade alta o que significa que passará a gastar 15.000 semanalmente.

Quem também não está de acordo com esta subida é o senhor Quissama, moradora da Centralidade do Kilamba, que trabalha na marginal de Luanda, a subida do combustível de 160,00kz para 300,00kz. Com certeza trará constrangimentos financeiros uma vez que semanalmente com o combustível custando a 160,00kz o litro, gastava 8.000,00kz agora a 300,00kz o litro, passo a gastar 15.000,00kz semanalmente. É muito dispendioso para mim, disse.

Info@kilambanews.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui