“Quem tenta invadir esquadras terá resposta desproporcional”

0
614

Comandante-geral da polícia promete responder com violência a quem atentar contra a soberania de Angola, após ações em Cafunfo: “Se você estiver a atacar com AKM, o Estado angolano responde-te com bazuca”.

O comandante-geral da polícia nacional de Angola, Paulo de Almeida, endereçou esta terça-feira (02.02) duras críticas a todos os que têm repudiado a corporação pelo que aconteceu na esquadra policial da vila de Cafunfo, província da Lunda Norte, no sábado passado.

Segundo a polícia, elementos do Movimento do Protetorado Português da Lunda Tchokwe (MPPLT) tentaram invadir a esquadra. Seis pessoas morreram, de acordo com as autoridades – mas a Amnistia Internacional aponta para, pelo menos, 10 mortos. A Igreja Católica fala num “grave massacre”.

“Estão a dizer que a polícia mata? Eles não foram lá com lenços brancos…”, afirmou esta terça-feira o comandante Paulo de Almeida durante uma conferência de imprensa, em Luanda.

O responsável deixou claro que a polícia angolana responderá com violência sempre que a soberania angolana seja posta em causa.

“Aqueles que tentarem invadir as nossas esquadras ou outras instituições para tomada do poder vão ter uma resposta pronta, eficiente e desproporcional da polícia nacional”, avisou Paulo de Almeida.

“Se você atacar o Estado angolano com faca, ele responde-te com pistola, se estiver a atacar com pistola, responde-se com AKM, se você estiver a atacar com AKM, ele responde-te com bazuca.”

Imagem:Cefojor

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here