NÁDEGAS: O cérebro dos novos tempos ou novo objecto comercial?

0
911

Pois há quem se sinta mal por não as ter avantajadas. Mas afinal de contas para que servem as nádegas ou vulgo rabo? Para quem não sabe nádegas é o par de bolas de carne ou apenas para alguns como eu, um apoio com características para os ossos do rabo de modos a evitar a fricção dos ossos com a zona em contacto.

É doloroso sim não ter o suficiente e depois ter de trabalhar durante muito tempo sentado. O peso do corpo todo recai pela culatra e cria um desconforto inexplicável. Há quem tenha perícia em sentar com uma nádega e depois com a outra evitando assim dores nos ossos da parte traseira associada às mesmas.

Deve ser por isso que se vê muita gente, principalmente mulheres envolvidas nas academias a darem quase tudo pelo rabo. Se possuem um plano de treino, com dietas rigorosas e um programa exímio para manter a estrutura física sempre apetecível, este mesmo plano, acredito, está setenta por cento engendrado para o avolumar das nádegas. Não é nada para os homens apreciarem. Elas treinam as nádegas para não serem flácidas e facilitarem quando estiverem sentadas. Para não doer muito. Quem acredita que algumas mulheres treinam as nádegas para alegrar algum fetiche masculino está enganado. Acho.

O que temos visto nas redes sociais, porque não vejo sozinho, é muito engraçado. Algumas fotos de apresentação que algumas moças colocam dão maior ênfase ao rabo. Eu não acho que seja para chamar a atenção de quem interage com elas. Provavelmente seja o ângulo mais fácil ao se segurar o telefone ao tentar fazer uma selfie.

Vejo influencers, bloggers e algumas artistas evidenciando as nádegas nas fotos de apresentação. Eu acredito que seja um critério qualquer de socialização que não domino muito bem.

Nisto tudo penso demasiadamente naquelas mulheres que não têm as nádegas avantajadas e que por mais que se esforcem numa academia não conseguem obter o resultado que se augura. Umas, aquelas que estão cansadas de sentir dor nos ossos do rabo, usam de artefactos pouco saudáveis, que podem, uma vez mal usado, dar cabo da saúde, agulhas com anabolizantes para dar um volume desproporcional às nádegas. Nisto já conseguem sentar melhor e não têm de escalar as nádegas para não sentir dor.

É intriguista quem diz que as mulheres treinam as nádegas para atrair homens. Quem disse que homens sentem-se atraídos por um par de poisadeiras usados biologicamente como zona de escroto de resíduos anteriormente ingeridos? Homem não gosta tanto assim disso. Aliás rabo na hora do prazer faz que? Se sabem podem ajudar-me a perceber.

Conheço muitas, e estou certo que vocês também conhecem, que dão a vida pelo rabo pois o rabo é tudo o que têm. Já nem falam mais sobre assuntos que despertam um interesse coletivo, pois caladas acham que se parecem a Estée Lauder, uma Bárbara Corcoran ou uma Ellen Sirleaf.  Não sei se há conexão alguma do rabo com o cérebro. Se o rabo fosse o novo cérebro, alguns homens tal como eu, estaríamos lixados. Ainda bem que não é assim. Ou talvez seja um novo objecto comercial. Provavelmente o rabo dê o que o cérebro não é tão capaz.

Portanto, Mirmã, se só tens o rabo como apoio para sentar ou não avantajado para outros fins para além do uso de expelir gases e descarrego dos restos consumidos, não te sintas mal por isso. Cada um dá aquilo que chama mais atenção. Vê o teu talento e usa. Esquece um pouco o rabo avantajado que não tens.

Por: Edy Lobo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here