Professores e alunos da escola 216 na Bela Vista vivem rotina de medo

0
1156
Ronda pelas Escolas de Luanda no 1º dia de aulas

Os professores do ensino primário da escola n.º 216, Bela Vista, na zona do bairro mundial, município de Belas, vivem uma rotina de medo quando se dirigem às instalações de ensino para leccionarem. Na semana passada, em plena luz do dia, Salvador Décimo, 42 anos, professor da escola, foi vítima de uma tentativa de assalto a mão armada. Conforme o docente, o acontecimento ocorreu quando se dirigia à escola, tendo dois marginais interpelá-lo durante o percurso. “Foi tudo muito rápido. Aqui nesta zona há vários quintalões que não têm nenhum segurança.

No entanto, os marginais aproveitam-se destas quintas para se esconderem. Quando eles sentem que alguém passa saem dos quintalões e fazem das suas. Aqui as casas ficam muito distantes da escola. É um terror. Para além de mim, mais um colega meu terá sido assaltado”, disse, Salvador Décimo.
Segundo o professor, há poucos dias a directora da mesma escola terá sido ameaçada pelos marginais por esta ter solicitado efectivos da polícia para protegerem a escola.
“Devido ao índice de assalto aqui na zona escolar, a directora havia solicitado alguns efectivos da Polícia Nacional, mas a solicitação não caiu bem aos malfeitores, tendo este ameaçado a directora da escola”, sublinhou.
João Palanca, 29 anos, professor, também foi vítima de um assalto em plena luz do dia e na frente dos estudantes.


“Não tinha como fugir. Os marginais cercaram-me com alguns alunos que também se deslocavam à paragem para apanhar o táxi. Tem sido complicadas”, lamentou o professor.
O medo na área da escola tem assustado quem lecciona e estuda lá. São constantes os assaltos e a polícia como motivo a falta de movimentações regulares de pessoas na zona.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui