Novos quadros da saúde começam a trabalhar em Abril

Luanda – Seis mil e 98 profissionais de saúde começam a trabalhar, efectivamente, no próximo mês, nas carreiras médicas, de enfermagem, diagnóstico, terapêutica, apoio hospitalar, regime geral e área social, no quadro do Concurso Público de Maio de 2022.

0
1164

Os candidatos foram seleccionados pelo Ministério da Saúde (MINSA), por terem conseguido as maiores notas no teste escrito, entre os 243 mil e 463 candidatos inscritos. Dentre eles, foram apurdos 163 mil e 342 e apenas priorizados os seis mil e 98, de acordo com os lugares disponíveis.

Em conferência de imprensa, o director nacional dos Recursos Humanos desse departamento ministerial, Baptista Monteiro, explicou que, em função da realidade de cada região, as vagas foram preenchidas da nota máxima até ao limite de disponibilidade de lugares.

Garantiu que o processo obedeceu às regras estabelecidas pela Lei, tendo reconhecido, todavia, que o número de vagas é insuficiente, se comparado com o de resultados positivos.

Recordou que um concurso público deve admitir os melhores, devidos aos critérios definidos e que são do conhecimento dos candidatos.

O director apelou à serenidade aos que não foram admitidos, porque poderão concorrer nas próximas oportunidades, uma vez que, desde 2018, tem-se realizado concursos regulares.

Reagindo a algumas inquietações e informações levantadas nas redes sociais, Baptista Monteiro aproveitou para distribuir aos jornalistas a publicação de um candidato, com nota positiva, quando no site oficial o mesmo teve classificação abaixo do aceitável.

Informou que o MINSA estará disponível durante 12 meses para dissipar as dúvidas dos reclamadores, adiantando que, nas restantes províncias, os Gabinetes Provinciais de Saúde afixaram as listas para facilitar quem não conseguir consultar no endereço eletrónico www.ingresso-minsa.ao.

Segundo uma nota do Ministério da Saúde a que a ANGOP teve acesso nesta quarta-feira, os candidatos admitidos devem entregar os documentos probatórios nos Gabinetes Provinciais de Saúde, no período de 15 a 31 de Março do corrente ano.

As vagas foram ocupadas de acordo com a nota mais altas, número de vagas disponíveis, especialidades com maior grau de necessidade no sector, entre outros critérios.

Os candidatos que não levarem a documentação nos prazos estabelecidos ou recusarem o provimento nas regiões indicadas serão substituídos, imediatamente, pelos interessados na lista de classificação final, conforme o Decreto Presidencial número 102/11, de 23 de Maio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui