Moradores do Kilamba não querem o regresso das aulas

0
196

Oficialmente a 27 de Julho como determina o Decreto Presidencial sobre a Situação de Calamidade, decretada a meia noite do dia 26.05.20

O KilambaNews, saiu a rua para ouvir a opinião dos moradores sobre este possível recomeço das aulas a 27 de Julho, a senhora Feliciana Armindo, “considera ser prematuro o regresso às aulas uma vez que está a aumentar diariamente os casos, quanto o cancelamento da abertura dos cultos a mesma é de opinião que ainda não devem abrir”.

Já o Sr. Maiu Julio, “o regresso às aulas não é uniforme a nível do país por exemplo as escolas do Kilamba tem condições para reabertura uma vez que tem água corrente já na periferia não acontece o mesmo, então abrir um sítio e deixar fechado outro acaba por não ser justo seria melhor que o governo cria-se as condições necessárias para que todas elas abrissem ao mesmo tempo”.

Kiamy Maria, outro entrevistado pela nossa equipa de reportagem, é de opinião que “as igrejas também não devem abrir por ser um dos locais que acolhe muita gente e o número de caso tem vindo aumentar diariamente”.

Por último a Sr. Cândida de Carvalho afirma “ser complicado mandar os filhos á escola nesta fase uma vez que as crianças são inocentes e depois do longo tempo de confinamento que viveram vão querer trocar abraços e se a máscara do colega for mais linda que a dele vão querer trocar e aí o risco de contaminação é maior. Por isto por mim seria bom anularem mesmo o ano lectivo, quanto a proibição da reabertura dos cultos afirma que a população não está a acatar com as orientações das autoridades e se reabrirmos os cultos vamos nos contaminar”.     

As autoridades sanitárias registaram, nas últimas 24 horas, mais três novos casos positivos, entre os quais uma profissional de saúde da clínica Multiperfil. Com estes dados, o país vê aumentar o número de casos positivos para 189, com 102 activos, 77 recuperados e 10 óbitos.

Por: Marinela António & Almeida Marques

info@kilambanews.com   

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here