Moradores do Kilamba abraçam causa solidária

0
608

Foi dado hoje (15) na tenda do kilamba, o ponta pé de saída de um movimento solidário, uma espécie de SOS Kilamba, que visa ajudar todas as crianças vulneráveis nas ruas da centralidade. sob coordenação da Administração do Kilamba, numa iniciativa dos moradores do quarteirão W, com realce para os do edifício W3.

No âmbito desta causa solidária, hoje (15), foram distribuídas cerca de 100 tigelas de sopa, acompanhada de pão e água, a equipa solidária juntou na tenda do Kilamba mais de 60 crianças até o momento da nossa reportagem, nos próximos dias, a tenda será o local, que vai receber todas as crianças que forem recolhidas das ruas desta urbe, e vão poder ter diariamente uma refeição condigna, “da cozinha solidária do Kilamba”.

Além da alimentação que as crianças vão passar a receber, fruto da solidariedade das várias pessoas e associações, a administração está a cadastrar todas as crianças e adultos e vai criar condições de ter também um posto de saúde móvel para assistir todas as crianças que  estão a beneficiar desta iniciativa,

Várias são as sensibilidades da sociedade civil que estão a mover-se para minimizar a carência de muitas crianças que invadem diariamente os edifícios, contentores e abordam os moradores deste distrito urbano.

Os moradores e a própria administração estão preocupados com o crescente números de famílias incluindo as crianças que estão nas ruas, tendo em conta a pandemia COVID-19, por isso foi criada uma comissão que vai contar com apoio de várias ONGS, associações juvenis, igreja, e a polícia nacional para o asseguramento.

 Paula Mendes, moradora do W3, filha de um dos mentores desta iniciativa, aderiu a mesma, porque também está preocupada com o número de crianças na rua e apela a mais pessoas a juntarem-se a esta onda solidária em prol das crianças pedintes. “Ultimamente estamos a ser invadidos por muitas crianças e sabemos que a situação não está fácil para ninguém, até para quem tem mínimas condições, mas a nossa intenção com esta acção é, de minimizar a situação, porque a fome é a primeira necessidade do ser humano, então decidimos matar a fome destas crianças com uma sopinha, e dizer que não vamos parar por aqui, vamos continuar, até porque temos o apoio institucional da administração, naquilo que podermos ajudar, estaremos aqui estes dias”

A equipa de reportagem do Kilambanews, tomou conhecimento que já existe contactos para quem quiser aderir e participar de maneira individual ou meio de grupos, associações ONGs, podem fazê-lo, dirigindo-se a tenda do Kilamba, ligando para os contactos:

Call center SOS 935209169-912838241

Email:ajudekilamba2020@hotmail.co

Fonte: kilambanews.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here