Kubinga Vence Seedstars Luanda 2018

0
1136

“Kubinga” é a grande vencedora da quarta edição do Seedstars Luanda, a competição que leva jovens empreendedores de países emergentes a disputarem até 1 milhão de dólares em investimento.

Na prática, a Kubinga é um aplicativo móvel que visa suprir as necessidades de transporte decorrentes de um sistema de mobilidade urbana débil, interligando de forma directa passageiros e motoristas. A aplicação foi desenhada para tornar o acesso fácil, rápido e fiável – o utilizador faz o download, regista-se, de seguida escolhe o seu destino, recebe informação sobre o motorista, a rota a percorrer e o custo da viagem. O percurso pode ser partilhado em tempo real por amigos e familiares.

Em exercício desde Maio, a startup nacional regista uma tendência evolutiva positiva, com um grau de tração elevado, correspondente a um crescimento de mais de 50% ao mês – 4300 é o número de downloads atingidos até Setembro e mais de 4500 corridas foram completadas no mesmo período.

Para Emerson Paim, Ceo, a Kubinga visa “a promoção do crescimento do sector dos transportes, dando resposta aos constrangimentos inerentes à mobilidade urbana e ao desemprego por intermédio das tecnologias de informação, o que possibilita aos provedores de transporte em exercício no mercado informal a entrada num ecossistema formal”.

Para além de conquistar o público pela qualidade dos serviços oferecidos ao nível do transporte, a captação de motoristas é o grande desafio que se coloca ao sucesso da startup, que prepara agora o lançamento de uma campanha de angariação. Quanto a estes, basta que sejam adultos e que disponham de viatura própria para se candidatarem a um processo de admissão que requer a inspecção e a apresentação de documentos que provem a legalidade da condução.

Aos motoristas admitidos é assegurado o acesso a inspecções regulares, a dispositivos móveis que permitam o funcionamento do aplicativo, entre outras vantagens.

Em 2019 a Kubinga pretende alcançar em média 750 corridas diárias, pela aposta na inovação e desenvolvimento de serviços adaptados à demanda de um universo de 4.5 milhões de angolanos que utilizam os dados móveis para aceder à internet.

A vitória em solo nacional vai levar os fundadores do projecto à Tanzânia e à Suíça, para representarem Angola entre os mais de 75 países em competição pelo título de melhor startup.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui