Inoperância da ETAR dificulta drenagem no Kilamba

0
1029

O administrador de Belas, Miguel de Almeida, apontou, neste domingo, o deficiente funcionamento das Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) como a causa dos constrangimentos no sistema de esgoto da Centralidade do Kilamba. 

Em declarações à imprensa, o responsável disse que, neste momento, devido à avaria, apenas funcionam duas das oito estações existentes, criando sobrecarga numa centralidade com quase 100 mil habitantes.

Referiu que depois da interrupção de dois dias no abastecimento de água à circunscrição, por trabalhos de manutenção, realizados no Coletor Principal da rede de esgoto, localizado no Bloco-A, os trabalhos continuam, devendo estar concluídos dentro de 15 dias.

Por esta razão, Miguel de Almeida, pediu desculpas aos moradores da centralidade pelos constrangimentos criados no corte dos últimos dois dias do ano findo.

Por esta razão, aconselhou o armazenamento do líquido devido aos cortes de curto tempo, que vão surgir, enquanto decorrer os trabalhos.

Por outro lado, lamentou o facto de serem depositados resíduos sólidos nos colectores, que também tem contribuído para a não drenagem das águas. Pois, pediu mais cuidado neste aspecto para os empregados domesticos .

Relativamente à recolha e tratamento do lixo, disse que a Administração vai aprovar um plano  de emergência, em colaboração com empresas privadas da circunscrição, para o transporte até ao aterro sanitário.

Esta situação, vai até à contratação de uma outra operadora por parte do Governo Provincial de Luanda (GPL), que operará na Centralidade do Kilamba.

Defendeu a necessidade de o lixo econômico ser rentabilizado através de empresas especializadas. Por este facto, apela os moradores a selecionar o lixo.

Fonte: ANGOP

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui