Festas de Ano Novo estão proibidas em Angola

0
285

O governo angolano proibiu esta terça-feira, 22 de Dezembro, a realização das festas de Natal e de Ano Novo. A medida pretende evitar ajuntamentos em locais públicos e a propagação do novo coronavírus durante a quadra festiva.

O decreto presidencial permite o ajuntamento de apenas 15 pessoas, proibindo porém as celebrações em salões de festas. O director de Comunicação Institucional do Comando-Geral da Polícia Nacional, Orlando Bernardo, refere que esta medida se aplica aos locais de lançamentos de fogos de artifícios, com o pretexto de comemorar o período natalício.

“Para esta quadra festiva não haverá, porque o próprio decreto presidencial assim o determina, festas de réveillon, bailes de quintais e a ida em massa a determinados sítios da cidade para assistir ao lançamento de fogo de artifícios”, explicou o comissário Orlando Bernardo, em conferência de imprensa realizada, ontem à noite.

O oficial superior da polícia nacional pediu ais angolanos para respeitarem as restrições do governo, apesar dos constantes apelos de celebração feitos por várias empresas.

“Temos estado a assistir a algumas movimentações e a algumas publicidades desta natureza, pelo que queremos chamar a atenção para que os cidadãos não incorram em incumprimento daquilo que são as directrizes e as normas do decreto presidencial sobre a situação de calamidade, nesta altura”, reconheceu.

O responsável garantiu que a polícia vai reforçar, durante o período festivo, as equipas de piquetes nas unidades hospitalares, com vista a controlar as situações que sejam de natureza criminosa. “Vamos intensificar as acções de prevenção rodoviária, nomeadamente, com operações stop, e reforçar a protecção das nossas fronteiras”, disse o responsável que também responde pela Segurança Pública e Operações do Comando-Geral da Polícia Nacional. Mais de cem mil efectivos foram destacados para garantir a segurança da quadra festiva em Angola.

info@kilambanews.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here