Família da jovem morta no Kilamba move queixa-crime Contra “Panda”

0
1780

Não obstante a Procuradoria-Geral da República (PGR) ter anunciado a abertura de um processo de averiguação do acidente de viação que envolveu o antigo Comandante-Geral da Polícia Nacional, a família de uma das duas vítimas mortais, Noémia Adelina Katuliche, decidiu mover uma queixa-crime contra Alfredo Eduardo Mingas “Panda”.

Para tanto, a família de Noémia Katuliche, 22 anos, procurou os serviços do advogado Nzola Mbambi. Membro da Associação Mãos Livres, este causídico deu a conhecer que os seus constituintes rejeitam quaisquer acordos extrajudiciais com Alfredo Eduardo Mingas, que renunciou ao cargo de Comandante da Polícia Nacional e apresentou desculpas públicas pelo sucedido.

Nzola Mbambi tem fé que há gravidade na colisão em que esteve envolvido o antigo comandante Geral da Polícia Nacional que, segundo o advogado, no momento do acidente se encontrava nas vestes de cidadão civil e não de oficial superior da corporação policial.

O advogado promete ir até às últimas consequências para que o caso tramite em julgado. Aliás, a família de Noémia Katuliche pretende que se faça justiça.

Fonte: Correio Angolense

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui