Chineses detidos em Luanda por envolvimento em tráfico de drogas e prostituição

0
103

As autoridades angolanas detiveram dois cidadãos chineses acusados dos crimes de tráfico de drogas e promoção à prostituição, há mais de três anos, na província de Luanda, anunciou hoje o Serviço de Investigação Criminal (SIC).

Segundo o porta-voz do SIC, superintendente-chefe Manuel Halaiwa, foram também retidas quatro cidadãs de nacionalidade vietnamita, uma das quais de 19 anos, em situação migratória ilegal e supostamente recrutadas pelos dois acusados para a prática de prostituição.

Manuel Halaiwa disse à Lusa que na residência, localizada na zona do Zango Zero, município de Viana, foram encontradas algumas substâncias que se supõe ser cocaína, seringas e algumas quantias monetárias, frisando que três das quatros mulheres foram submetidas a teste toxicológico com resultado positivo.

Os acusados que vão ser presentes ao Ministério Público, enquanto as mulheres serão encaminhadas ao Serviço de Migração e Estrangeiros devido à sua situação migratória irregular.

O porta-voz do SIC disse que as mulheres tinham os seus passaportes retidos pelos dois acusados, estes por sua vez também ilegais em Angola, com os vistos já caducados.

“Um deles tinha um visto de trabalho e o outro de fronteira, mas os dois já estão expirados, falta saber a que atividade estava ligado o cidadão com o visto de trabalho”, referiu Manuel Halaiwa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui