Aniversário da cidade: Moradores fazem balanço positivo, mas pedem melhorias

0
374

Quando só faltam pouco mais de quatro dias para o décimo primeiro aniversário da centralidade do Kilamba, os moradores fazem balanço positivo, mas apelam à melhoria das condições básicas. No entanto, o saneamento básico, semáforos e água e luz não ficaram de fora, assim como a escassez de agentes da ordem pública na cidade.

Agostinho Pinto, de 48 anos, morador da centralidade desde a existência, regozijou-se a equipa de reportagem do KilambaNews que a centralidade do kilamba “agora” é o “melhor lugar para se viver em Luanda”. Porém, reivindicou algumas falhas no saneamento básico.

“Gosto de estar aqui. É o meu lugar favorito. Mas, as pessoas de direito devem ter mais preocupação de melhorarem as coisas. No entanto, refiro-me ao saneamento básico que, para mim, ainda não é das melhores. Penso ser uma situação ao alcance deles. Eles têm tudo para ultrapassarem essa situação, acredito”, disse o morador aos microfones do KN.


Albertina Ngunza, de 29 anos, moradora no E 26, felicitou o próximo aniversário da centralidade do Kilamba, mas pediu que o Administrador seja o controlador efectivo do melhoramento da cidade em todos os aspectos. “Sinto que o Administrador Murtala Marta faz um grande trabalho desde que chegou no cargo.

Por isso, quero que ele faça mais e ser mesmo o fiscalizador da centralidade. Por exemplo, os semáforos estão mal, não há eletricidade nalguns postos. Isso é mau para a cidade e também para sua imagem. Então, que seja ele o fiscalizador”, rematou

Já Armando Vunge, morador do D8, que se encontrava na administração do Kilamba a tratar documentos, pediu mais segurança a nível da centralidade e a colocação dos semáforos. “Peço isso porque temos carros, saímos tarde do serviço e corremos riscos até nas nossas próprias casas. A falta de semáforos é um calcanhar de Aquiles. Aqui os carros passam com grandes velocidades e colocam em risco a vida dos moradores”, lamentou.

Paulo Nazaré fez uma denúncia durante a reportagem que reforçou o pedido de Armando Vunge sobre a falta de efectivos da ordem pública na centralidade. “ A administração junto do comando policial devem entrar em colaboração para se colocar mais agentes na cidade. Eu já fui vítima de roubo, tanto em mim como no meu carro. Peço que melhorem neste aspecto”, atirou.


Por último, Joana Cativa reclamou da falta de água que se regista regularmente em alguns blocos. “É triste quando descemos e vamos à procura de água para bebermos. vivemos numa centralidade e pagamos os impostos. Não se admite estarmos ainda a viver nestas condições”, salientou.

De salientar que a centralidade do Kilamba foi inaugurado no dia 11 de Julho de 2011, pelo antigo Presidente da República, José Eduardo dos Santos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui