Procura-se: Talento nas ruas de Luanda

0
2380

Com o objectivo de reintegrar jovens desamparados e com talentos que vivem nas ruas de Luanda, foi lançado a 10 de Maio na capital angolana o Projecto “Talentos nas ruas”.

Retirar jovens com talento das ruas, das drogas e de outros vícios que desestruturam que arruínam a estrutura intelectual, das pessoas, promovendo uma vida saudável, a sua reintegração e recuperação através de actividades lúdicas como artes e desportos é uma das grandes apostas deste projecto, dirigido por Gilberto Figueira.

“Dentro do projecto promovemos acções de luta contra as drogas. Cada um de nós pode fazer a sua parte e ajudar o Estado e de forma particular a juventude angolana a crescer saudavelmente, já que o Executivo angolano tem como meta promover a vida saudável e uma juventude livre de drogas”, disse o Coordenador do projecto “Talentos nas Ruas, para quem se pretende com esta iniciativa, enquanto parceiros do Estado “transformar os usuários de drogas em executores de artes, práticas desportivas e outras actividades que lhes façam acreditar em dias melhores”.

O Desportista e radialista pretende com este projecto, em parceria com outros pares do Estado devolver aos jovens o sorriso roubado pelas drogas, o talento consumido pelo tempo, a família perdida ao longo das caminhadas difíceis da vida e ainda a inserção na vida pública nacional.

Para a organização do projecto, as consequências do consumo de drogas não são apenas sociais, mas também pessoais o que torna perigoso o futuro da juventude, dai a iniciativa que se junta aos esforços do Estado angolano no combate às drogas e reintegração social de jovens talentosos.

“A nossa primeira tentativa em ajudar os moradores de rua passa pela reintegração familiar ou num centro de acolhimento”, disse

Fazem parte das acções do projecto “Talentos nas ruas” a criação de uma base de dados para o cadastramento de moradores de rua de Luanda. A promoção de palestras, concursos de literatura e outras actividades lúdico-intelectuais de modos a incentivar e despertar o gosto pela leitura e pela ciência.

O músico Miguel Buíla é uma das figuras que abraçou o projecto “Talentos nas Ruas” e revelou que há nas ruas de Luanda muita gente com talento, mas que nunca lhes foi dada uma oportunidade.

Para o artista é importante que o governo angolano apoie projectos com esta dimensão, de modos que o país possa desenvolver. Para ele esta iniciativa serve de advocacia para quem tem talento, mas o seu grito de socorro não é ouvido por quem de direito.

“É importante que o governo apoie para que possamos ter um país com mais músicos, mais escritores e mais talentosos num todo”, apelou.

O acto de lançamento do “Talentos nas Ruas” foi oportuno para alguns moradores de rua demonstrarem os seus dons. A presença da mídia foi uma ocasião para Nelson que vive há mais de cinco anos fora do seio familiar dar a ver o dom natural que possui em matéria de artes cénicas.

De talento em talento chegou a vez de quem sabe cantar, encantar e roubar dos presentes os merecidos aplausos…

Meu Talento é a minha mudança é o lema central do projecto “Talentos nas ruas”.

Transformar os sonhos de muitos jovens, perdidos nas drogas e nas ruas de Luanda, em realidade é o grande desafio do projecto.

Para Gilberto Figueira o que se pretende é fazer com os jovens consigam acreditar e recuperar nos seus sonhos.

“Há pessoas há mais de 13 anos nas ruas e nós queremos reintegrar estas pessoas e fazê-las acreditar nos seus sonhos. Depois da reintegração pretendemos fazer um acompanhamento destas pessoas seja nos centros de reabilitação como no seio familiar. Contactos já foram e continuam a ser feitos com diversas instituições parceiras para que isto seja possível”, afirmou

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here