90 mil pessoas concorrem apenas para 99 vagas na AGT

0
81

Mais de 90 mil propostas, para preencher 99 vagas oferecidas pela Administração Geral Tributária (AGT) a 18 de Maio, foram registadas durante os 20 dias úteis dados para a submissão electrónica de candidaturas para três carreiras do Regime Especial Tributário e outras três do Regime Geral.

Actualmente, a AGT está engajada no processo de avaliação documental dos candidatos ao concurso e já se admite que o mesmo é desenvolvido com base nos diversos requisitos exigidos por essa administração (licenciatura e bacharelato em Estatística, Auditoria, Economia, Contabilidade, Direito e Matemática, ensino médio concluído em Ciências Económicas, Jurídicas e Contabilidade, entre outros deveres publicados oficialmente).

As candidaturas foram submetidas através da página de internet da AGT e contabilizam 91.918 pedidos, dos quais 39.564 (43 por cento) são mulheres. Do total de inscritos, 92 por cento dos candidatos correspondem à faixa etária dos 18 aos 35 anos de idade e os restantes são distribuídos em outros três grupos etários, que compreendem menores de 18 anos, maiores de 35 anos com licenciatura e maiores de 35 anos sem licenciatura.

O concurso público de ingresso, aberto por meio do Despacho nº 1887/19, de 8 de Maio, do ministro das Finanças, prevê diferentes fases de avaliação, que têm como objectivo apurar e aferir a capacidade dos candidatos em exercer funções específicas relacionadas com a visão, missão e valores da AGT.

Candidaturas

Em obediência aos princípios da transparência, celeridade e legalidade dos actos, a AGT diz que foram contabilizados nesse processo 1,00 por cento de candidatos com a 6ª classe, 3,00 com a 9ª classe, 52 com a 12ª classe, 19 bacharéis e 25 licenciados.

Concorrentes com o curso de Ciências Jurídicas concluído foram os que mais aderiram ao processo, com 14 por cento, seguido pelos de Contabilidade e Gestão (6,00), Gestão de Empresas (4,00) e Línguas e Literatura Angolana, com um valor residual abaixo de 1,00. Aquando da submissão das candidaturas através da plataforma informática da AGT, pelo menos 22 por cento dos que aderiram ao concurso não especificaram o curso que fizeram.

A AGT informa em relatório recente que os actuais indicadores têm por finalidade prestar informações básicas sobre a etapa em que o concurso se encontra, sendo certo que a lista provisória dos candidatos admitidos e excluídos ao concurso será publicada nos termos da legislação em vigor.

À partida, espera-se que grande parte dos concorrentes venham a ser excluídos, por não reunirem as condições primárias dos termos apresentados para o concurso público de ingresso. Tomado como exemplo a categoria de Técnico Superior de 2ª Classe, os dados mostram que do universo de 19.818 candidaturas submetidas, 2.706 não preenchem o requisito de idade requerida e 9.681 possuem cursos que não se enquadram nos termos solicitados pela AGT. Do mesmo jeito, seguem as restantes categorias em concurso.

No total, são seis as categorias em concurso, nas quais, como Técnico Superior Tributário de 3ª Classe, inscreveram-se 12.802 pessoas, para preencher 17 vagas, como Técnico Médio Tributário de 3ª Classe, 31.469 para 11 vagas, como Operário Qualificado de 2ª Classe 12.334 para 7 vagas, como Motorista de Pesados de 2ª Classe 1.161 para uma vaga e como Escriturário Dactilógrafo 14.334 para seis lugares disponíveis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here