O MUNDO EM PÂNICO E A HUMANIDADE EM GRITANTE DEVANEIO

A morte que se refere aqui é na verdade vista em distintos âmbitos. Os que de todas as formas afectam a humanidade, quer social, económico e psicológico causado pelo isolamento social.

0
771

Foi exactamente neste período (MMXX) no ano bissexto do século XXI que surgiu no mundo a doença respiratória aguda causada pelo corona vírus da síndrome respiratória aguda grave 2 (SARS.COV-2), identificada pela primeira vez em Wuhan na província de Hubel, República Popular da China dia 01 de Dezembro de 2019. Apesar de algumas contrariedades, alguns estudiosos afirmam surgir de vírus produzido no laboratório, outras informações atestam ser originária de frutos do mar de Huanan lugar onde praticava-se a venda de animais vivos. Facto espalhado pelo mundo inteiro e tem mexido com a natureza em geral, um ataque sistémico que um pequeno vírus tem causado contra a humanidade levando milhares à morte.

A morte que se refere aqui é na verdade vista em distintos âmbitos. Os que de todas as formas afectam a humanidade, quer social, económico e psicológico causado pelo isolamento social.

 No sector social a manifestação do repúdio ao isolamento é o caminho ou via para o cumprimento das normas de prevenção face ao problema que o mundo vive, causando no entanto transtorno a saúde mental pelo facto de não se poder responder a habitual euforia do nosso quotidiano que o povo acostumou-se mesmo na bola de funge e molho de cebola sem peixe em pequenos e grandes grupos no seio familiar ou da vizinhança, e na ausência dessa e de outras actividades que o fazia viver surge neles sintomas de sofrimento psíquico concernente ao stress, a depressão a ansiedade e tantos outros problemas de saúde.

Quanto ao económico, é o facto do ser humano como parte da sociedade ter capacidade na medida do seu crescimento acertar sua vida, influenciar com a sua atitude no sentido de contribuir positivamente, ter ideias assertivas que culminam no bom nome da sociedade, ser paradigma para alguém ou o seu próximo, somar cada vez mais no intuito de poder ver a terra que o viu nascer brilhar. Sendo que no âmbito psicológico, a saúde mental é a condição sine qua nom para dar resposta as situações sociais, é primordial para a humanidade.

No campo de acção psicológica, enfrenta-se uma série excessiva de informações que em vez de melhorar a saúde acelera o avanço de doenças comportamentais e psicológicas. Assim sendo, há uma proliferação de estado de pânico social de forma global desencadeando medo e terror que suspeita-se durar por muito tempo e causar transtornos de stress pós traumático, sintomas psicóticos, depressão e por último o suicídio.

Todavia, a saúde mental leva o mundo inteiro (a humanidade) para fora a realizar de forma voluntária as suas habilidades, emocionar-se, interagir com outras pessoas, poder lidar com situações divergentes da vida, trabalhar produtivamente, etc.

Porém, a saúde mental é importante nessa fase da pandemia para ultrapassarmos não somente o isolamento social, mas também todos outros problemas que podem advir desse fenómeno. Por isso aconselha-se as pessoas em estado de vulnerabilidade (pessoas de risco) devem ter acompanhamento dos especialistas, o governo deve também criar para além de programas de segurança, programas de intervenções psicoterapêutica adaptáveis a realidade da pandemia no sentido de se abrandar o facto que é um terço das preocupações deste povo num país subdesenvolvido que para se alcançar o pão é necessário sunguilar primeiro que a madrugada, marcar primeiramente a presença de uma longa bicha com os olhos amarrados ao vento que negro que muitas vezes sopra a tempestade da chuva da noite sangrenta (tempo escuro que parece sem esperança).  

Um período bravo, uma realidade imprecisa quase sem vida, agora é a hora da humanidade ir esconder-se, enquanto outros seres da natureza possam espreitar o mundo fora, dialogar com o nosso silêncio, ocupar também nossos discursos do tempo de vaidade em que todos desfilavam ao palco de quem é mais importante que o outro. Agora é a vez da própria vida indicar o animal que deve desfrutar depois de tanto tempo encarcerado na boca dos homens. Agora é o momento da humanidade deixar que a terra brinde uma vez mais com autonomia de mudar o percurso da história do coronavírus em todo mundo. É a hora de sermos uma humanidade forte cheia de luz e destemida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here