Mais de dois mil automobilistas embriagados apanhados em Luanda

0
1384

A Unidade de Trânsito de Luanda e a Brigada Especial de Trânsito (BET) detectaram, de Janeiro a Outubro deste ano, dois mil e 300 automobilistas que conduziam sob influência de álcool.

Fonte da Unidade de Trânsito de Luanda, em declarações à Angop, referiu que grande número destes automobilistas foram detectados com uma taxa de álcool de 1,2 gramas por litro e pagaram multas de 150 a 200 mil kwanzas.

Por repetição da infracção 245 automobilistas foram inibidos, pelo tribunal, de conduzir num período de um ano.

Entretanto, segundo a fonte, depois do consumo de bebidas alcoólicas e outras substâncias, vários automobilistas com intenção de se livrarem dos postos policiais instalados, principalmente nos fins-de-semana, na entrada da Ilha do Cabo, na Ingombota, estão a utilizar novas tácticas.

Uma das tácticas é o de contratar motoristas abstémios para que conduzam as viaturas do interior da Ilha do Cabo até o Largo de Amizade Angola/Cuba (ex-Largo do Baleizão).

Para fazer estes serviços os condutores contratados cobram mil a dois mil kwanzas.

Outra táctica é o aluguer de viaturas do Largo de Amizade Angola/Cuba para o interior da Ilha e vice-versa, deixando a viatura no local inicial.

No entanto a fonte da Unidade de Trânsito considera esta actitude irresponsável, já que determinados automobilistas voltam a conduzir sob efeito de álcool do Largo de Amizade Angola/Cuba para as suas residências e podem criar problemas na via.

A fonte recordou ainda que para além do posto policial instalado, nos fins-de-semana, na entrada da Ilha do Cabo existem outros montados nível da província de Luanda.

O excesso de velocidade e a condução sob efeito de álcool são apontados como as principais causas da sinistralidade rodoviário nas estradas de Luanda, apontada como a segunda causa de morte, depois da malária.

Fonte: Angop

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui