Mais de 1.500 apartamentos do Kilamba e Sequele ocupados ilegalmente

0
1061

A informação foi avançada esta quinta-feira, 30, pelo PCA do Fundo de Fomento Habitacional, Hermenegildo Gaspar, no programa “Angola em Directo” da Rádio Nacional de Angola (RNA).

Hermenegildo Gaspar disse que, dos dados que a FFH recebeu dos anteriores gestores, esses apartamentos não foram comercializados, mas estão ocupados.

Segundo o PCA, o FFH está a realizar um processo de triagem nas duas centralidades, em que estão a pedir aos cidadãos que vivem nestes apartamentos que apresentem os contratos e o pagamento inicial feito à Sonangol Imobiliária e Propriedades (SONIP), ou à Imogestin, para aferir a legalidade destas ocupações.

Importa referir que, segundo o Fundo de Fomento Habitacional, 65 por cento dos moradores do Kilamba e Sequele não pagam renda resolúvel.

Face à situação, o Fundo prepara as condições para iniciarem, numa primeira fase, com os processos de sensibilização dos moradores.

Passada a fase de sensibilização, o FFH vai avançar para um processo mais coercivo, sem, no entanto, adiantar qualquer ideia sobre a possibilidade de despejos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui