Mais 60% de moradores no Kilamba e Sequele não pagam renda resolúvel

0
392

A taxa de incumprimento nos pagamentos das rendas resolúvel por parte de moradores das centralidades do Kilamba e do Sequele, em Luanda, estima-se em torno dos 65%, contra os 40% em outros projectos construídos com fundos públicos.

A taxa de incumprimento nos pagamentos das rendas  resolúvel por parte de moradores das centralidades do Kilamba e do Sequele, em Luanda, estima-se em torno dos 65%, contra os 40% em outros projectos construídos com fundos públicos.

Segundo o presidente da Comissão Executiva do Fundo de Fomento Habitacional, Hermenegildo Gaspar, o Estado disponibilizou até aqui 85 mil habitações em 24 centralidades pelo país. Neste momento, outras duas centralidades, nas províncias de Cabinda e Bengo (Caxito) estão em construção.

Para as províncias de Malanje, Cuanza-Norte e Cuando Cubango estão, de igual modo, previstas a construção de centralidades, sob responsabilidade do Ministério das Obras Públicas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui