Lixo não é causa de diarreias no Sequele

0
663

O administrador do Distrito Urbano do Sequele, Francisco Chipilica, afirmou, que não é verdadeiro o relato que tem circulado nas redes sociais de que 1.686 pessoas teriam dado entrada no Hospital Distrital, entre os dias 1 e 11 do corrente mês, por diarreia aguda devido a uma contaminação causada pelos elevados amontoados de lixo naquela centralidade do município de Cacuaco.

O governante esclarece ao Correio da Kianda que a informação sobre um possível problema de mais de mil pacientes com diarreia, não é verdadeira. “Não há nenhum caso que deu entrada no hospital  relacionada a qualquer surto de gastroenterite provocado pelo lixo”, defendeu.

Francisco Chipilica fez saber que, de acordo com a informação passada pela direcção do Hospital, no período entre 1 e 11 de Março, foram atendidos cerca de 276 pacientes com diversas doenças, que não estão relacionadas com os amontoados de lixo naquela centralidade.

Por outro lado, o administrador do distrito do Sequele lamentou o envolvimento do nome da governadora de Luanda, Joana Lina, e acrescentou que o seu distrito não tem problema em questões de processo de recolha de lixo, e que nos próximos tempos, a centralidade do Sequele irá regressar semelhante da época de 2012 quando começou a receber os primeiros habitantes.

Francisco Chipilica avança que alguns destes casos vem dos bairros adjacentes da centralidade, que vão sendo construídos de forma desorganizada, sem o mínimo de condições básicas de saneamento e de habitabilidade que, por consequência, surgem diversas doenças.

Fonte: Correio da Kianda

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here