Geraldo exige dois milhões e meio de dólares para rescindir contrato

0
2819

O internacional angolano Geraldo da Costa condiciona a rescisão do seu contrato com o clube Al-Ahly do Egipto ao pagamento da quantia de dois milhões e 500 mil dólares norte-americanos. Segundo apurou o Jornal de Angola de fonte do diário egípcio Al-Khaleej Today, o jogador de 27 anos, e o agente Hisham bin Saleh, travam com a direcção do clube um “braço de ferro”, desde Novembro último.

O Al-Ahly quer ver-se livre do atleta já na reabertura do mercado de transferências em Janeiro, mas se recusa a pagar os próximos três anos de um contrato válido por quatro épocas e meia. “Os dirigentes do Al-Ahly acreditam que o pedido de Geraldo é exagerado.

O clube propôs ao jogador que fosse embora livremente sem que o Al-Ahly recebesse qualquer compensação financeira do seu próximo contrato, mas Geraldo recusou. O contrato do jogador ainda é válido por três épocas, já que assinou em Janeiro de 2019 por quatro temporadas e meia”, escreve o matutino egípcio. Consta, ainda, que o campeão egípcio está com excesso de estrangeiros no plantel e em contactos avançados com o defesa-central marroquino, Badr Bannon, actualmente ao serviço do Raja Casablanca.

“Há um forte desejo da equipa técnica do Al-Ahly para que Geraldo saia na próxima janela a fim de incluir novos negócios, principalmente, de estrangeiros. O clube quer ceder o jogador de forma definitiva e não por em-préstimo. Os dirigentes intensificam as negociações com Geraldo e o seu agente para encerrar o contrato”, lê-se, ainda, no diário egípcio.

Formado na Academia Norberto de Castro, Geraldo é o quarto angolano a evoluir no clube egípcio, após representar o 1º de Agosto, onde foi tricampeão nacional (2016, 2017 e 2018), além de ter actuado pelo campeonato brasileiro. Ao serviço do Al-Ahly, o médio conquistou dois campeonatos e uma Liga dos Campeões africanos.Conquistaram igualmente títulos ao serviço do Al Ahly os compatriotas Avelino Lopes, Gilberto e Flávio.

Destes, o canhoto Gilberto, transferido em 2002, é, até à data, o que mais troféus arrebatou. Agente descarta regresso O agente de Geraldo, Hisham bin Saleh, considera apenas rumores as informações postas a circular na imprensa do seu país sobre um eventual regresso do jogador ao 1º de Agosto, clube de proveniência.

Em declarações ao Ontime Sports, canal desportivo egípcio, o representante legal do internacional angolano desmentiu ainda uma eventual transferência para o Brasil, em virtude de um alegado interesse de um clube local. “Os rumores sobre a presença de ofertas do 1º de Agosto para o incluir não têm fundamento e são apenas rumores e a oferta brasileira, que lhe foi apresentada, foi há muito tempo e o encerramento do período de transferência impediu a conclusão do processo”, afirmou. De acordo ainda com Hisham bin Saleh, não houve qualquer oferta do clube militar angolano para a contratação de Geraldo.

“Al-Ahly quer dispensar Geraldo no próximo perío-do, seja por venda final ou por empréstimo, mas actualmente não tem ofertas para o jogador sair”, asseverou, para em seguida acrescentar: “Como agente do jogador, definitivamente, gostava de ver o Geraldo a participar mais vezes dos jogos do Al-Ahly. É forte, excelente, internacional pela selecção angolana e foi formado no Brasil”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here