EPAL com dificuldades de resolver rotura no Kilamba

0
299

Moradores dos edifícios de dez andares, da Centralidade do Kilamba, estão privados de água há mais de um mês, devido a falta de meios técnicos da Empresa Provincial de Luanda(EPAL) para resolver problemas de rotura.

Face a esses problemas, os cidadãos dizem-se recorrer às casas de banho do centro comercial Xyami para usos pessoas.
“Muitos de nós recorremos ao Xyami para o uso das casas de banho públicas”, dizem os moradores da centralidade.

Em resposta a essas reclamações, a EPAL alega não ter meios técnicos, nem financeiros para alugar uma retroescavadora de modo a suprir rotura que faz jorrar água diariamente no quarteirão Z, condicionando a pressão suficiente para o fornecimento aos edifícios maiores.
A Centralidade do Kilamba está situada no município de Belas, albergando mais de 25 mil apartamentos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui