Eva Rap Diva nomeada para o Afrimma

0
131

cantora Eva Rap Diva é a única artista feminina nomeada para a lista final do prémio All African Muzik Magazine Awards (Afrimma) 2019, divulgada quarta-feira (07), pela organização.

A cantora concorre na categoria de Melhor Artista Feminina da África Central, com outras nove candidatas, do Gabão, de Cabo Verde, Moçambique, dos Camarões e da Guiné-Bissau.

Eva Rap Diva é uma das novas referências do mercado hip-hop angolano, que não para de se reinventar. Passou, nos últimos dois anos, a investir no mercado musical internacional.

Actuou em alguns dos maiores eventos internacionais, como o Festival Vodafone Mexefest, MEO Sudoeste, Rock in Rio Lisboa e MEO Marés Vivas.

Além de Portugal, a cantora já mostrou as suas rimas no México, Brasil e na Espanha.

Além da Rap Diva, concorrem por Angola, na categoria de Melhor Artista Masculino da África Central, os artistas Preto Show, Matias Damásio, Anselmo Ralph e C4 Pedro.

Para a modalidade de Melhor Grupo Africano estão os candidatos B26 e Força Suprema, enquanto Rui Orlando está na categoria de Artista Revelação.

A lista final contempla ainda Miguel Buila, na categoria de Melhor Artista Gospel, C4 Pedro e Anselmo Ralph, na modalidade de Melhor Colaboração.

Para Melhor DJ de África concorrem DJ Jeff e Man Renas, para Melhor Grupo de Dança Africano os The Grove, The Team e Manuel Canza Laurenzo, e para Melhor Artista Lusófono Matias Damásio, Anselmo Ralph, Puto Português e Filho do Zua.

O radialista Afonso Quintas concorre para a modalidade de Personalidade Rádio/TV do Ano.

All African Muzik Magazine Awards (Afrimma) é um prémio criado em 2014, pela revista “African Muzik Magazine Awards”, que visa promover a expansão da música africana na diáspora, gravada e publicada entre Novembro e Junho.

Distingue, anualmente, os africanos que mais se destacam no mercado musical internacional.

A gala de premiação da Afrimma realiza-se em Outubro de cada ano, em Dallas, Texas, EUA.

Angola teve a sua melhor participação na edição de 2017, com C4 Pedro em destaque (arrebatou os troféus referentes ao Melhor Artista Masculino da África Central, Melhor Artista Lusófono e Melhor Artista Além-Fronteiras).

No mesmo ano, a cantora Nsoki foi eleita Melhor Artista Feminina da África Central, com a música “África Unite”, e Artista Revelação.

Já em 2018, o país conquistou o prémio de Melhor Artista Masculino Lusófono, como o músico Kyaku Kyadaff.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here