Moradores do Kilamba são a favor da prorrogação do Estado de Emergência

0
1249

Há 3 dias do fim da segunda etapa do Estado de Emergência, à nossa equipa foi a rua e ouviu as opiniões dos moradores da cidade do Kilamba, sobre a prorrogação ou não do isolamento social (EE- Estado de Emergência). A maioria que ouvimos é de opinião há favor da prorrogação por mais 8 ou 15 dias, por uma questão de segurança.

Para o senhor Lucas César, de 52 anos de idade, militar de ocupação, diz que numa perspectiva de prevenção, há necessidade de prorrogação, apesar de estarmos já numa segunda fase do EE, ainda assim, senhor Lucas pede que o Estado deve rever todas as nuances desta medida, porque entende que há pessoas que estão a sentir mais na pele do que as outras. “ Há sim necessidade da prorrogação do EE, pois que estamos a verificar o aumento de casos, então por uma questão de prevenir o governo deve sim avançar com esta medida”.

Chandinho Moco de 60 anos de idade e já reformado, entende que apesar de sermos um país jovem, não podemos descurar as medidas de prevenção e segurança e temos que aprender com os erros dos outros. Por isso ”É necessário que seja prorrogado o EE e tendo em conta as situações que já tivemos no passado, como é o caso da Febre-amarela, onde demoramos a agir, não cumprimos com todos os procedimentos e vimos no que deu, por isso é uma grande lição que tiramos daí e nós aprendemos, agora com o COVID-19 começamos a agir cedo, e temos que continuar com EE por pelo menos mais 15 dias para termos o sucesso que almejamos”.

José António de 33 anos de idade, Director financeiro de uma instituição e André Salgado de 32 anos, dirigente desportivo, são unânimes há favor da prorrogação do EE, para o dirigente desportivo o estado deve prorrogar por mais 8 dias, para melhor controlo da pandemia, em função dos 5 novos casos que surgiram, para o gestor financeiro é imperioso que se prorrogue o EE, uma vez que estamos próximo da época de cacimbo, onde muitos casos poderão vir a tona.

Bráulio Guedes, engenheiro informático, de 23 anos, diz que os primeiros 30 dias de EE já nos ajudou muito a não atingirmos números assustadores, por isso é de opinião que o presidente da República, João Lourenço deve sim prorrogar o Estado de Emergência.

Várias opiniões foram apresentadas, uns concordam, outros nem por isso, por exemplo, as senhoras Nilda Costa, de 37 anos de idade, assistente administrativa. E a Júlia Fonseca de 40 anos, educadora de infância, são de opinião que não deve ser prorrogado o EE, uma medida que até o momento, independentemente de ser boa, já criou muitos constrangimentos.

Dona Nilda acabava de pagar os impostos da firma que representa e nos confidenciou que a nível da empresa que trabalha, estão neste momento a estudar soluções para o pagamento dos salários, mas que não está fácil, para ela “O Estado de Emergência não deve ser prorrogado, e se for prorrogado, deve haver algumas excepções” para dona Nilda, as escolas, restaurantes e salões de festa devem funcionar normalmente. Dona Júlia diz estar cansada de estar em casa, porém a prevenção e as medidas devem ser seguidas” Trabalho com crianças e entendo que o estado de Emergência não deve ser prorrogado sob pena de afectar a saúde mental das crianças, porque elas precisam interagir com outras crianças”

Do inquérito que fizemos, mais de 40 pessoas disseram-nos que é mesmo necessário prorrogar o Estado de Emergência e tudo porque nos últimos dias termos verificado o aumento de mais cinco novos, importa realçar que estes casos foram de contágio por pessoas que já estavam em isolamento no hotel kilamba, neste momento o país está a 4 dias sem novos casos, mas há informações ainda não oficiais de que um dos médicos cubanos está infectado de COVID-19, o que pode influenciar na decisão do estado em prorrogar o Estado de Emergência por pelo menos mais 15 dias.

info@kilambanews.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here