João Baptista Borges coloca cargo à disposição

0
41

Desde a exibição na semana passada, da reportagem de investigação da TVI24, televisão portuguesa, que João Baptista Borges tem vindo a ser pressionado, tanto por familiares, assim como por alguns militantes do seu partido, a colocar o cargo de ministro da Energia e Água à disposição, fez saber uma fonte do Correio da Kianda junto do ministro e também do “Partido dos Camaradas”.

Avança uma outra fonte do Correio da Kianda, junto do Palácio, que João Baptista Borges, em virtude da pressão que tem vindo a sofrer, viu-se obrigado a pedir, na semana finda, uma audiência ao presidente João Lourenço, com o propósito de colocar o seu cargo à disposição, depois da denúncia, de estar a ser investigado pelo Ministério Público português, por suspeitas de branqueamento de capitais com envolvimento de vários elementos da sua família.

Confidenciou ainda a fonte que temos vindo a citar, que o pedido de audiência feito por João Baptista Borges junto do Presidente da República, não teve anuência de João Lourenço, por estar já o nome do ministro da Energia e Água, na lista dos próximos dirigentes a serem exonerados.

Entre os nomes citados, como estando por trás da origem das denúncias avançadas pela TVI24, segundo revelou a fonte deste jornal, figuram-se pessoas próximas, ligadas a empresária Isabel dos Santos, por sinal, uma das filhas do antigo Presidente da República que mais amiga foi de João Baptista Borges na anterior governação e que, actualmente, encontram-se de costas viradas.

Fonte: Correio da Kianda

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here