Trabalhadores da Sonangol no Kwanda clamam por socorro

0
1195

Pedem que deputados visitem a base central logística para conhecerem a sua situação

Os trabalhadores da base central logística do Kwanda, na vila petrolífera do Soyo, na província do Zaire, clamam por socorro e denunciam despedimentos em massa, na maior parte delas por reclamar as condições salariais que dizem ser deploráveis, enquanto outros são demitidos compulsivamente.

Em declarações à VOA, os trabalhadores informaram que só em 2018, 213 pessoas foram despedidas.

Os salários também não são actualizados desde 2015.

Um dos membros da comissão sindical da empresa no Kwanda, que pediu para não ser identificado temendo represálias, contou que “os trabalhadores vivem uma situação de instabilidade no emprego, os salários não são actualizados há anos e quem tenta reclamar é despedido ou enviado para a reforma compulsiva”.

Agora eles pedem a presença dos deputados da sexta comissão da Assembleia Nacional.

A VOA não conseguiu ouvir ninguém da direcção da base central do Kwanda, no Soyo, nem da Sonangol, em Luanda.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here