Promiscuidade:Festa de sexo e orgias na centralidade Kilamba

0

Segundo informações postas a circular nas redes sociais e o KilambaNews teve acesso a mesma informação através de um cartaz que da conta da realização de uma alegada festa denominada “Bacanal de Luxo” que será realizada dia 20 de janeiro, num dos apartamentos do quarteirão B da centralidade do Kilamba e é organizada pela “DGM As Donas do Game”.

O cartaz que é acompanhado de fotos de orgãos genitais de supostas participantes da festa, e é bastante provocador com palavras que incentivam os participantes e prometem uma noite repleta de orgias, no qual os os homens para participarem terão que desembolsar 20 mil kwanzas.

A prática de encontros para fins sexuais na centralidade é frequente,e tem ganho corpo, de forma discreta são conhecidos relatos de muito eventos já realizados em vários apartamentos, com prostitutas estrangeiras. O outro ponto da centralidade onde a prostituição é bem visível é no “Povoado” um local que em tempo record ficou bastante conhecido pelos moradores do Kilamba que aproveitam a diversão nocturna dos bares do local para no final da noite saciarem os prazeres sexuais com os preços dos mesmos serviços a rondarem desde os 5 mil kwanzas até aos dois mil kwanzas. O código penal angolano não pune a prática de prostituição á maiores de idade.

Imagem relacionada

Independentemente do facto de ser considerada a profissão mais antiga do mundo, aquelas que a praticam têm mostrado que acompanham o desenvolvimento da sociedade e particularmente da tecnologia, através da qual, por exemplo, o negócio da prostituição não foi colocado à parte e através das redes sociais vão angariando vários clientes onde a forma de pagamento também já é revolucionária e é feita através de transferência bancária.

Segundo o contrato de compra e venda com propriedade resolúvel dos apartamentos do Kilamba nos anexos na segunda cláusula referente ( Destino e intransmissibilidade) indica que A fracção destina-se exclusivamente à habitação própria permanente dos compradores e do seu agregado familiar, não podendo fazer o trespasse total ou parcialmente, temporária ou permanentemente, a qualquer outro fim. O que quer isto dizer que nos apartamentos da centralidade do Kilamba enquanto estiver sujeito ao regime de propriedade resolúvel é proibido o uso do mesmo para outros fins.

Recorde-se que a província de Luanda, tem registado 5. 112 casos de SIDA dos 12. 576 registados em Angola, e a província mais afectada do país, segundo dados revelados durante a cerimónia de apresentação do Comité Provincial de Luta contra esta a pandemia.  As autoridades sanitárias admitem, no entanto, que este número, que representa 40 por cento dos seropositivos registados em Angola com maioria representativa por jovens e um número muito significante de militares.

INFOLINE:
info@kilambanews.com

937 337 337

 

Share.

Leave A Reply