Sedução

0
662

Uma mulher sobriamente maquilhada

Deixando notória os contornos do seu rosto

Uma mulher com uma sensualidade natural

Com sensualidade que não agrida a decência

Desperta positivamente a minha atenção

Seduz-me imenso! Mas seduz-me mesmo

Uma mulher que se sente com primor

Uma mulher que coma com requinte

Que beba com elegância e sobriedade

Atiça a minha curiosidade e seduz-me

E verdade seja dita, enlouquece-me

Deixa-me enfeitiçado e sem antídoto

A falta de decoro de uma mulher

Cria desejos libidinosos a um homem

Fazendo-lhe pensar em sexo selvagem

Pensando em agredi-la sem dó e piedade

Mas uma mulher de cândida sensualidade

Que se valorize pela postura e decência

E pela maneira agradável de falar

Atrai doutra forma. Atrai positivamente

Seduz-me! Seduz-me loucamente

A companhia agradável de uma mulher

O penteado que a deixa deslumbrante

O decote tímido e fingido do seu vestido

As gesticulações moderadas e atraentes

São marcantes. Enfeitiçam-me

Impressionam-me positivamente!

Uma mulher de corpo elegante

Trajada de vestido ou saia e de salto alto

Caminhando com uma ginga natural

Como se não houvesse alguém à sua volta

Olhando de soslaio e forma desinteressada

Deixa-me ora inquieto, ora sem reacção

Até há instantes, estive a pensar…

A pensar numa mulher como a que descrevi

Ou seja, numa mulher atraente

E de repente, neste bar da minha mente

Uma mulher de imagem e odor sedutores

Acaba de entrar e se sentar diante de mim

Deixando-me boquiaberto e sem reacção

Esta mulher tem feitiço! Tem um doce feitiço

Preciso de me ir embora! Não aguento isso!

Na verdade, esta mulher não é a culpada

Culpado são os meus olhos e o meu olfacto

Mas mesmo assim prefiro fugir a esta sedução

Que está enlouquecer o meu frágil coração

Não aguento mais! Tenho de me ir embora

Não posso mais… Que impiedosa sedução!

JOSÉ CARLOS DE ALMEIDA

– Joseca Makiesse –

16 e 17 de Junho de 2018

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here