Quando Eu era “Puto”

0
307

Quando Eu era puto este mês era o melhor do ano, a partir do dia 1 começavam a chegar os brinquedos do salo dos velhos e dos manos.

Cada dia era vivido com emoção e contagem regressiva para a chegada do grande 25 o dia da família. Havia sempre uma visita em casa ou íamos sempre visitar minhas tias espalhadas um pouco pela cidade.
No dia 25 de tarde “grifávamos” as roupas compradas no princípio ano e passeávamos pelo bairro, quem não estivesse bem grifado mãe dele era “Mbica”.

A semana passava a voar e vinha logo a passagem de ano, com kumbu ou sem éramos felizes, festejávamos com tudo, gritos, abraços, tiros de AK, “spara”, ninguém ficava indiferente aos festejos, musicas em todas as casas umas tocavam “vizinha zongola” e outras “Fenacult”.

Mas éramos felizes e não sabíamos como se diz, no dia 01/01 era religioso ir à praia para deixar os males do ano findo e receber as bênçãos do ano novo, se não houvesse boleia do vizinho apanhávamos um “uauá” até ao Baleizão e íamos a “bute” até a ilha, se em casa descobrissem levamos mangueiras mas não apagava a alegria.

Hoje que somos já kotas e temos responsabilidades conjugais e familiares estamos mais distantes uns dos outros, nunca há tempo pra nada…
Neste mês vamos dedicar um pouco do nosso tempo para os ante queridos, para aquelas pessoas que nunca mais vimos e dar um abraço de saudade porque quando eu era puto não havia distância para ficar com a família.

Feliz natal e próspero ano novo a todos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here