Kilamba: “Pode-se unir a família sem gastos avultados”, disse Edy Lobo!

0

O jovem Edson Mayene Tomás Nuno, com o nome popular “Edy Lobo”,  trabalha como educador profissional. Professor no Instituto Médio de Administração e Gestão do Kilamba (IMAG), mas está a desenvolver uma arte que muito gosta de fazer, que é escrever. É cronista e co-realizador do programa de Radio Kialumingo da Radio Luanda, ao lado do grande radialista Salú Gonçalves.

Há quanto tempo reside no Kilamba?11-09-2017_Perfil da Semana_KN_-02
Há já 4 anos, isto é desde o pretérito 2013.

Onde viveu antes?
Vivia no bairro modesto São Paulo.

3-As condições sociais do Kilamba, melhoraram  o seu rendimento profissional?
Sendo um habitante e funcionário na CENTRALIDADE, eu diria que sim porque vivemos numa Luanda a parte da que crescemos habituados. As condições básicas, água e luz eléctrica, por cá (ainda) nos são fornecidas de forma fantástica. Disto não podemos nos negar e estaria a ser ingrato quem dissesse o contrário. Ainda pode-se estudar no período noturno. Acredito que se houvesse a descentralização de alguns serviços públicos da cidade baixa para estas bandas muito mais pessoas seriam felizes.

Qual é seu Hobby?
Ler, pensar e escrever.

Pratica desporto no Kilamba?
Pratico sim e muito. Jogo Basquetebol sempre que posso.

Aos fins de semana qual é o melhor local para passear com a família no Kilamba?
Fomos agraciados agora com um shopping center que passou a ser o maior “centro de acolhimento” e desanuviar do stress adquirido, Xyami Kilamba. Uma pipoca e um filme, de modos a não malbaratar as economias domésticas já dão para um bom e agradável convívio com a família.

Qual é o melhor restaurante da Centralidade?
Para ser sincero, não sei se por sorte ou azar nunca tive a sorte de ser bem atendido num restaurante por cá das vezes que tive a urgência de satisfazer os micróbios estomacais. Deve haver sim bons restaurantes mas não posso salientar um do eu agrado.

A rotina de vida do KIlamba torna  às famílias desunidas?
Infelizmente sim. É muito carro antes do amanhecer que preenchem as nossas estradas em busca do pão e muito carro que o fazem no regresso a casa. Precisamos de mais distracções por cá e as famílias também, acredito, precisam ser um pouco mais criativas. Pode-se unir a família sem gastos avultados.

Se fosse administrador do KIlamba o que faria de melhor para cidade?
Criaria bibliotecas, centros de estudo e debates principalmente para a juventude que é a força intermédia motriz para o desenvolvimento de uma nação. Incentivaria a dobrar a prática do desporto em todos os níveis e espécies, desde o xadrez, a ginástica rítmica ao futebol.

Share.

Leave A Reply