Moradores expectantes quanto a privatização dos parques

2

A Medida tomada pela Administração do Distrito Urbano do Kilamba, visa melhorar a qualidade visual das infraestruturas dos parques da Centralidade. É bem provável que alguns dos moradores aperceberam-se das alterações que estão a ser feitas nos parques de lazer da Centralidade, cujas infraestruturas estão a passar por uma requalificação, mas o que nem todos sabem, é que estes aspectos fazem parte do programa de privatização dos parques.

A equipa do KilambaNews, saiu as ruas para medir a pulsação dos moradores quanto o assunto em questão. Maria Celmira, que actualmente está com 23 anos, afirmou a nossa equipa que prefere aguardar pelos resultados para melhor fazer a análise. “Quando ouvi sobre as medidas implementadas pela Administração quanto a privatização dos parques, não vou negar que considero-a com uma medida que realmente pode fazer a diferença na melhoria das qualidades dos parques, mas é preciso termos calma e aguardamos pelos resultados”.

O também morador, Celestino Nvula, vê a política de privatização dos parques como uma alternativa ao péssimo estado em que se encontravam os parques da cidade: “Qualquer medida a ser tomada pela Administração sobre a melhoria das infraestruturas da cidade, deve ser aplaudida por todos nós. Porque aos poucos a nossa cidade vai morrendo”, afirmou o munícipe.

O projecto de privatização dos espaços foi revelado por João Baptista, Administrador do Distrito Urbano do Kilamba, recentemente em declarações a Rádio Nacional. “A Administração do Kilamba de forma a rever e melhorar o ambiente de habitabilidade dos munícipes, está de facto a ceder espaços físicos e limitados a cidadãos que se mostrem interessados e cumpram com os requisitos necessários”, afirmou o governante.

Info@kilambanews.com

Share.

2 Comentários

  1. Bom dia.
    Notícia interessante.
    Quem se pode candidatar e que critérios são tidos em conta?
    Há algum Caderno de Encargos?
    Os moradores do Kilamba terão ou não prioridade?
    Grato pela atenção.

Leave A Reply