Continua a “guerra” de palavras entre Isabel dos Santos e Jornal de Angola

0
1157

O “verniz” voltou a estalar entre Isabel dos Santos e o Jornal de Angola. Depois de no ano passado se ter “atirado” ao director do diário estatal, Víctor Silva, por causa de um direito de resposta, e de, já neste ano, ter acusado a publicação de alimentar uma pretensa “Primavera Árabe” no país e de ter comprado “uma guerra sem preço contra o MPLA e o Presidente do partido”, a filha mais velha de José Eduardo dos Santos dirige um agradecimento intrincado a Víctor Silva.

“Obrigada”, escreveu a empresária no Twitter, comentando uma nota publicada hoje no Jornal de Angola, na qual é acusada de “deselegância”, por ter questionado a capacidade de o país atrair investimento estrangeiro.

“Todos temos direito a uma opinião, mas, para quem não nasceu em berço de ouro e, aos 40 anos, já é a mulher mais rica de África, é estranho que se pronuncie sobre o repatriamento dos lucros, já que, se calhar, parte desse dinheiro foi para suportar investimentos seus no exterior”, critica o diário do Estado.

O jornal acrescenta que Isabel dos Santos “cativou a exportação dos lucros da PT/Oi na Unitel, o que está a valer um processo judicial em Paris”.

Em causa está o repatriamento de dividendos que, em Dezembro do ano passado, ultrapassavam os 600 milhões de dólares.

Reagindo ao toque, mas sem qualquer referência ao facto de ter sido chamada de deselegante e até de caprichosa – “Angola corre o risco de pagar quatro ou cinco vezes mais o valor não transferido por capricho e eventual benefício da empresária”, lê-se na nota -, a bilionária limita-se a agradecer ao director Víctor Silva “por no seu artigo dar o exemplo da Portugal Telecom/Oi”.

A empresária adianta que a empresa, tal como a companhia aérea Emirates, é um dos investidores estrangeiros “que não consegue autorização e divisas/dólares no Banco para repatriar os seus lucros”, situação para a qual alertou na passada terça-feira, como obstáculo à captação de capitais externos para Angola.

“Qual o investidor que vai entrar se não dão autorização aos actuais investidores estrangeiros para levarem os lucros em dólares?”, questionou a gestora, através do Twitter.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here