Angotic lança pequenos satélites produzidos em Angola

0
391

Arranca amanhã no Centro de Convenções de Talatona(CCTA) o maior evento de tecnologias de informação e comunicação de África, neste âmbito, especialistas de várias Universidades angolanas lançam quarta-feira, 19 de Junho, durante o Angotic o primeiro pequeno satélite produzido em Angola denominado ” Cansat”, na localidade de Cabo Ledo, em Luanda .
Os primeiros testes dos Cansats, para melhor preparação do lançamento dos pequenos satélites produzidos pelos formandos, foram feitos com sucesso no dia 11 deste mês .

Os testes de lançamento dos Cansats, ocorreram em Cabo Lebo e envolveram, dentre outras entidades , a Força Aérea Nacional (FAN) que disponibilizou um helicóptero para a operação .

Os resultados dos testes realizados no local do lançamento dos Cansats mostraram que os pequenos satélites devem ser lançados a uma altitude máxima de 400m, com uma velocidade do vento não superior a 14km/h, a fim de estimar uma posição precisa de recolha dos pequenos satélites mediante as coordenadas GPS para uma melhor comunicação com a estação terrena. A comunicação traduziu-se na recepção de dados telemétricos vindos dos Cansats e envio de comandos a partir da estação terrena para os pequenos satélites.
O lançamento do Cansat está enquadrado no Fórum e Exposição Internacional de Tecnologias de Informação ” Angotic “, que o Ministério das Telecomunicações e Tecnologias de Informação organiza de 18 a 20 de Junho no Centro de Convenções de Talatona ( CCTA).

O curso de construção e lançamento de pequenos satélites tem como objectivo principal a transferência de conhecimentos teóricos e práticos para a academia nacional sobre Ciência e Tecnologia Espacial. Engloba questões como o porquê da exploração espacial, generalidades sobre pequenos satélites, desenho de uma missão de satélite, o Cansat angolano, práticas de montagem de Cansat, testes, lançamento, recolha e análise dos dados.
O curso teve a duração de quase um mês . Abriu no dia 17 de Maio e encerrou no dia 14 de Junho de 2019.
A formação contou com a participação de mais de 126 formandos de cerca de 26 instituições de ensino superior de Angola, provenientes de várias províncias do País, entre elas, Luanda, Cabinda, Lunda-sul, Lunda Norte e Malange.

O ” Cansat” é a representação de um satélite real num volume de lata de refrigerante de 330 ml, criado pelo Gabinete de Gestão do Programa Espacial Nacional (GGPEN) do Ministério das Telecomunicações e Tecnologias de Informação com o concurso do Departamento de Ciências Espaciais e Pesquisa Aplicada (DCEPA) em cooperação com a comunidade académica angolana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here